Ar condicionado e geladeira em falta nas lojas no início de 2013 – novamente…

Todo ano a situação se repete: chega o verão e faltam nas lojas ar condicionados, splits, geladeiras, freezers, balcões frigoríficos, etc. . Necessitando de tais aparelhos o consumidor acaba pagando mais caro, quando os encontra.

Em 2013, essa situação é ainda mais acentuada devido à manutenção da alíquota reduzida do IPI que provocou uma corrida às lojas.

As lojas de varejo bem que tentam colocar novos pedidos mais os fabricantes de aparelhos demoram, em média, um mês e meio para faturá-los. Somado ao tempo do transporte, da colocação do pedido a ter os aparelhos disponíveis para pronta entrega, uma loja pode esperar até dois meses.

O aparente paradoxo é que lojas, fabricantes e consumidores perdem mas a situação persiste. Explicações sempre aparecem. A atual é que : “O governo incentivou o consumo, mas a indústria não estava preparada para o aumento da demanda”, diz Leandro Arruda, gerente de compras das Lojas Colombo. No ano passado a “explicação” para a falta de aparelhos estava relacionada ao aumento do consumo devido ao forte calor… Continue reading…

 

Tubos de alumínio estão substituindo os de cobre na refrigeração

Como já vimos, a instalação de um ar condicionado split pode, em alguns casos, custar mais do que o próprio aparelho. E isso não acontece apenas com os splits – vários outros equipamentos de refrigeração também podem ter custos elevados de instalação.

Tais custos levaram muitas empresas a procurar soluções para reduzi-los. Uma dessas soluções, que cada vez ganha mais espaço na instalação de ar condicionados splits, é a substituição dos tubos de cobre por outros, feitos de alumínio.

Por o alumínio ser um mineral muito mais abundante na crosta terrestre do que o cobre e bem mais leve (aproximadamente 30% do peso cobre), é natural que seu preço seja bem menor.

A vantagem, em termos de custo, é clara: enquanto um rolo de tubo de cobre flexível de ¼  custa em torno de R$ 64,14, o rolo de tubo de alumínio, com a mesma bitola sai a R$ 23,11 – uma economia de aproximadamente 64% em tubulação ao se usar o alumínio ao invés do cobre.

O tubo de alumínio pode ser usado perfeitamente no lugar do de cobre mas requer alguns cuidados no manuseio, que veremos abaixo.

Tubo de alumínio

O tubo de alumínio vem substituindo o cobre na refrigeração

Cuidado ao trabalhar com tubos de alumínio

Limpeza das ferramentas de tubulação

A poeira residual do cobre presente nas ferramentas pode causar furos ao penetrar na tubulação de alumínio. Por isso o instalador deve limpar cuidadosamente as ferramentas de tubulação (flangeador, curvador, cortador de tubos, etc..) de modo a deixá-las sem poeira de cobre. Pode-se fazer essa limpeza com palhas de aço e detergentes comuns.

Idealmente o instalador deveria ter um conjunto de ferramentas de tubulação para cobre e outro para o alumínio. No entanto, isso requer investimento, que muitas vezes grande parte dos instaladores não tem condição de fazer. Limpando bem as ferramentas ele conseguirá utilizá-las tanto em tubos de cobre quanto de alumínio, sem causar furos nesses últimos.

Contato entre o alumínio e o latão de conexões

Na região de contato entre o alumínio e as conexões de latão (porcas, emendas, niple, etc..) em presença do ar atmosférico pode ocorrer o fenômeno chamado corrosão galvânica. A solução é evitar o contato do alumínio com o latão e o ar através de fita PVC, tinta, etc.

A corrosão galvânica só ocorre na presença do ar atmosférico. Por isso apenas na parte em que exista presença de ar deve-se evitar o contato direto do alumínio e do latão. Dessa forma, não há motivo para se preocupar com a possibilidade de corrosão galvânica no interior da conexão. Já a parte mais externa, essa sim deve ser isolada – veja a figura abaixo.

É necessário isolar o alumínio do latão em presença do ar atmosférico para evitar a corrosão galvânica

Fabricantes de tubo de alumínio para uso na refrigeração

Dentre os principais fabricantes de tubos de alumínio para uso na refrigeração podemos citar a Hydro e a Belmetal.

 

Economia de energia elétrica com ar condicionado: coloque-o na sombra…

Muitas pessoas não utilizam ar condicionado com receio do aumento do gasto de energia elétrica; outras utilizam-no mas “sofrem” na hora de pagar a conta de energia. Embora o uso do aparelho sempre vá aumentar a conta de energia, pode-se diminuir o gasto adicional com ela mesmo em aparelhos mais antigos sem tecnologia como o inverter.

Uma medida simples, que permite economizar bastante na conta de energia elétrica, é proteger o ar condicionado da incidência direta de luz solar, colocando-o na sombra.

Continue reading…

 

Ar condicionado para data center de pequeno porte

Um dos sintomas que uma pequena empresa está crescendo é o crescente uso de computadores e em um determinado momento, a compra do primeiro servidor, que costuma ser seguida da aquisição de vários outros a medida que a empresa cresce mais.

A empresa passa a ter uma rede de computadores e um ambiente de TI. Mas, como esse crescimento é orgânico e raramente planejado, muitas vezes os servidores da empresa ficam localizados em um ambiente inadequado, afastado e quase sempre com ventilação e refrigeração inadequados.

Se fosse apenas um servidor, com pequena potência em watts, isso não seria um grande problema. No entanto, o mais comum é que a empresa reúna uma grande quantidade de servidores, um ao lado do outro, dissipando uma grande quantidade de calor. Além disso, os computadores em geral, e os servidores em particular, vem consumindo níveis crescentes de potência. Antes fontes de 250 watts eram suficientes para a maior parte dos usos. Hoje ninguém se espanta com fontes de 600 watts reais em computadores…

A foto abaixo é bem característica de pequenos ambientes de TI em empresas que estão em fase de crescimento – um data center muito pouco planejado:

 

Ar condicionado Springer split agora com inverter

A Springer se rendeu a uma tendência do mercado e sua mais nova linha de ar condicionados split, Hi Wall Carrier X-Power Inverter, agora conta com o inverter.

O ar condicionado com inverter controla o compressor, alterando a velocidade de rotação dele conforme aumenta ou diminui a necessidade de refrigeração, ou seja, se menos btus de calor precisam ser tiradas do ambiente, o compressor funciona com uma velocidade menor; por outro lado, se mais btus precisam ser retirados do ambiente, a rotação é maior. Essa variação de velocidade do compressor torna o ar condicionado mais eficiente e economiza energia.

Segundo a Springer, seus modelos de ar condicionado com inverter podem economizar até 40% de energia.

Ar condicionado spli da Springer agora com Inverter

Outras características dessa linha de ar condicionados split da Springer:

  • gás refrigerante HFC R410A, que não agride a cama de Ozônio;
  • Filtro Dual Mix, que combate as bactérias, fungos e partículas de sujeira;
  • Filtro Nano Silver, um moderno sistema de filtragem com alto desempenho de combate a micróbios e odores. A ação de nano partículas de prata atrai e elimina os micróbios e partículas minúsculas;
  • funções Sleep, Timer e Turbo, que atinge a temperatura selecionada com maior rapidez;
  • capacidade de 9.000, 12.000, 18.000 ou 22.000 BTU/H